Quando se pensa em saúde oral, é comum o destaque ir para os dentes. Mas as gengivas merecem também especial atenção. Trazemos-lhe, por isso, uma lista de factos e mitos que o vão ajudar a conhecer melhor as suas gengivas, a evitar erros e a adotar rotinas indispensáveis para prevenir e combater a doença gengival.

O sangramento das gengivas pode surgir em qualquer idade – Facto

Desengane-se se ainda pensa que o sangramento gengival é uma condição dos seniores. Apesar de menos comum nas crianças, este sintoma de doença das gengivas pode afetar indivíduos de qualquer faixa etária.

Escovar os dentes com demasiada força pode causar sangramento gengival – Facto

Uma escovagem agressiva ou o uso de uma escova dura são dois fatores do sangramento gengival. Prefira uma escova com cabeça arredondada e cerdas suaves. Aplique movimentos circulares ou elíticos e não se esqueça da linha da gengiva. Troque ainda de escova a cada três meses.

A doença das gengivas não é grave – Mito

A gengivite é uma condição comum e solucionável com o tratamento correto e uma boa higiene oral. Mas quando não tratada a tempo, pode levar à periodontite, doença irreversível, sem cura e que pode resultar na perda de dentes.

As doenças das gengivas têm efeitos na saúde em geral – Facto

As doenças gengivais afetam muito mais do que as gengivas e os dentes. Estudos recentes mostram a relação entre a periodontite e a diabetes ou as doenças cardiovasculares. A evidência quanto a outras doenças não é tão forte, mas pesquisas apontam para a relação direta entre a periodontite e doenças respiratórias, doença renal crónica, artrite reumatoide e alguns cancros.

O sangramento gengival não é razão para ir ao dentista – Mito

Deve consultar o médico dentista sempre que sentir algum dos sintomas da doença gengival, incluindo o sangramento. Mas não o faça apenas nesta ou noutra situação de alerta. Não se esqueça do check-up, a cada seis meses, para garantir que dentes e gengivas estão saudáveis.

O branqueamento dentário afeta sempre as gengivas – Mito

Desde que acompanhado por um profissional de saúde certificado, o branqueamento dentário não tem qualquer efeito prejudicial nas gengivas. É natural que sinta, no entanto, algum desconforto após o procedimento. Evite produtos que prometem milagres, mezinhas como água oxigenada ou limão e recorra ao branqueamento apenas após os 18 anos, idade em que os dentes estão totalmente formados.

Só as pessoas com sangramento gengival devem usar um dentífrico indicado para as gengivas – Mito

Parodontax foi desenvolvido para quem tem ou está sujeito ao sangramento gengival, mas traz todos os benefícios de um dentífrico de dentes regular. As pastas de dentes da gama contêm 1400ppm de flúor para fortalecer os dentes, bicarbonato de sódio que ajuda a remover quatro vezes mais placa bacteriana (um dos principais responsáveis pela doença gengival) do que um dentífrico comum e ainda uma mistura de extratos de ervas que mantém o hálito fresco. Para melhores resultados, inclua os elixires e a escova de dentes Parodontax na sua rotina de saúde oral.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.