O nariz é um dos elementos do rosto que distingue os indivíduos, contribuindo para a definição dos padrões de beleza. Há mesmo quem acredite que estabelece caraterísticas de personalidade. Teorias a parte, o nariz é um órgão mais complexo do que parece à primeira vista, desempenhando funções vitais.

Filtragem

É o nariz que impede algumas doenças provocadas por partículas como germes e esporos. A responsabilidade é dos pelos localizados na entrada do nariz. Já as partículas menores, essas são retidas pelo muco que reveste as narinas, sendo depois varridas pelos cílios, para a garganta.

Aquecimento

Para além de filtrar o ar a caminho dos pulmões, o nariz garante a sua temperatura certa. Essa função cabe a uma área da mucosa com vasos, que transmite calor à passagem do ar. O processo envolve aproximadamente trinta litros de ar por minuto.

Humidificação

Se o ar chegasse muito seco aos pulmões acabaria por causar danos aos alvéolos. O nariz também aí tem um papel, garantindo-lhe humidade através da vascularização e do muco produzido por pequenas glândulas. O nariz produz dois litros de muco por dia.

Olfato

Os cílios são estimulados pelas partículas do ar, transmitindo um sinal elétrico aos nervos. Este chega ao cérebro através do bulbo olfativo, que interpreta o odor. Um estudo da Universidade Rockefeller, em Nova Iorque, concluiu que o nariz humano é capaz de detetar até um bilião de cheiros diferentes.