A irritação e dor de garganta são na maioria das vezes sintomas de constipação ou gripe, doenças que surgem sobretudo quando o sistema imunitário está mais fraco. Importa, pois, desde logo, reforçá-lo para que as consiga combater.

E nada melhor e mais simples do que a tradicional canja de galinha. A sabedoria popular di-lo desde sempre e recentemente a ciência provou que as nossas avós estavam certas: a canja ajuda a curar a gripe. Tal deve-se à cisteína, um aminoácido libertado durante a cozedura da galinha, que favorece a fluidez do líquido pulmonar, facilitando a expetoração. Para além disso, esta sopa ajuda a repor a água perdida pelo organismo e necessária ao combate da doença.

Mas nem só de canja vive a dieta contra a dor de garganta. Do menu devem ainda fazer parte o mel, chá morno de limão ou gengibre, que para além de diminuírem a dor e a irritação fortalecem também o sistema imunitário. Quer em forma de chá, sopa ou pura, não se esqueça de ingerir pelo menos um litro e meio de água diário para combater a desidratação.

A dieta durante esta fase deve ainda incluir alimentos de consistência pastosa e líquida, como sopas, purés de fruta ou legumes, batidos, gelatina e ovos mexidos.

A evitar são todos aqueles que possam provocar dor ao engolir e agravar a irritação. Na lista estão, por exemplo, torradas, cereais e gelados. As frutas ácidas devem também ser evitadas, mas na forma de sumo. Aliadas do sistema imunitário, podem e devem ser consumidas durante a crise de garganta misturadas com leite.

Para além de darem outro sabor aos pratos, alho e cebola são dois alimentos muito saudáveis, sobretudo durante o tempo frio. Inclua-os nos seus temperos e estará a consumir alicina, uma substância anti-inflamatória que ajudará no combate à dor de garganta.