Quer sejam amadores ou profissionais, os desportistas são com frequência atingidos por lesões musculares. E, em ambos os casos, toda a paciência é necessária para enfrentar a recuperação, não devendo ser exigido do músculo o rendimento habitual.

É preciso seguir sem demora um tratamento adequado, que passa desde logo pelo repouso da zona atingida. Se a lesão for ligeira há que baixar a intensidade do treino; se mais grave deve mesmo interromper-se por completo.

A dor e inflamação devem ainda ser aliviadas com a elevação do músculo,  o recurso a emplastros,gel analgésico e anti-inflamatório. O gelo é outra alternativa a ter em conta, sendo também recomendadas massagens por um profissional.

É importante estar atento aos sinais de recuperação de modo a evitar um regresso tardio, mas sobretudo antecipado, à atividade física regular. Certifique-se de que a dor desapareceu mesmo e que a mobilidade da zona está a cem por cento. Faça-o através de pequenos exercícios de modo a estabelecer limites. Compare depois o músculo atingido com o saudável, verificando a flexibilidade e o movimento, bem como a força.

Em caso de dúvida, não hesite e consulte um especialista para um diagnóstico correto.