Acabou de sair do consultório com a sua primeira prótese dentária. Não desespere se só lhe vierem à cabeça as piores histórias de amigos e familiares. Cada caso é um caso, e nem todos reagem da mesma forma. Mesmo assim, vale a pena conhecer algumas situações comuns a quem começa a utilizar prótese dentária.

As primeiras sensações

Os primeiros quinze dias podem ser de dor e desconforto, que acabarão por passar assim que se habituar a uma nova sensação na boca. Se tal não suceder, consulte o dentista para pequenos ajustes.
Outra das sensações possíveis é a de boca cheia. A prótese parece-lhe algo enorme, que empurra os lábios para a frente. Nada mais normal, a estranheza acabará por diminuir e desaparecer.

Nota um aumento de saliva? Não se preocupe, esta é outra das reações habituais durante a adaptação. Há ainda quem tenha, por vezes, um reflexo de vómito ao colocar ou retirar a prótese dentária. Na maioria dos casos, é apenas uma forma de reação ao corpo estranho na boca, que diminui naturalmente com o passar dos dias; ou então consequência de a prótese se prolongar demasiado para o fundo na boca – nada que o dentista não consiga corrigir.

Os aliados da prótese dentária

Se cuidou dos seus dentes naturais, chegou a altura de ter igual dedicação com a sua prótese. Afinal estará a cuidar de si. Saiba que até as próteses mais bem ajustadas permitem a entrada de restos de alimentos, que se alojam junto à gengiva, provocando irritação. Está, pois, na hora de juntar o creme fixativo aos seus produtos de higiene diária. Não convém abusar na quantidade.

Os bons cremes fixativos apenas precisam de três pequenos pontos para uma fixação fiável. Para além de garantirem uma fixação forte, não alteram o sabor dos alimentos e aumentam a força de trincar, impedindo que deixe à beira do prato algumas das suas iguarias favoritas.

É também tempo de dizer adeus ao dentífrico, mas nem por isso de deixe de limpar os seus novos dentes. Existem no mercado vários produtos à escolha, entre pastilhas e espumas com fórmulas não abrasivas. Estes eliminam as bactérias causadoras do mau hálito, ajudam na remoção das manchas e reduzem a placa bacteriana, sem danificar a prótese dentária.