É difícil resistir a um gelado no pico do verão ou a uma bebida quente nos dias mais frios. E que dizer da tentação dos alimentos açucarados ou dos refrigerantes? Mas saiba que ao ingeri-los em excesso pode estar a contribuir para a sensibilidade dentária.

Alimentos e bebidas frios

Esta é uma das causas mais comuns da sensibilidade dentária. Sabia que cerca de dois terços dos indivíduos já sentiram pontada ou dor nos dentes devido à ingestão de alimentos e bebidas frios? Tal sucede porque a dentina perde a sua proteção natural, expondo os nervos aos estímulos externos.

Alimentos e bebidas quentes

Uma sopa quente ou uma bebida fumegante podem ser retemperadoras, mas não para quem sofre de sensibilidade dentária. Lembre-se que o desgaste do esmalte expõe a dentina e os nervos ficam, tal como ao frio, mais suscetíveis, ao calor.

Chá e café

Estas são bebidas que ingerimos com frequência, mas há que ter contenção no seu consumo, uma vez que são umas das culpadas pela sensibilidade dentária. Isto porque sendo estimulantes podem favorecer o bruxismo e afetar o esmalte.

Doces

Evitar a sensibilidade dentária é mais um motivo para cortar no açúcar e resistir àquela sobremesa apetitosa ou chocolate entre as refeições. Para além de causarem cáries, os alimentos doces são outros responsáveis pelo desgaste do esmalte.

Alimentos ácidos

Refrigerantes, bebidas isotónicas e mesmo sumos de limão e laranja devem ser consumidos com conta, peso e medida se quiser manter longe a sensibilidade dentária. A culpa é dos ácidos da sua composição que desgastam o esmalte, expondo a dentina.