Bons hábitos de higiene oral são meio caminho andado para evitar a sensibilidade dentária. E tudo começa em algo tão aparentemente simples como a escovagem diária. Mas será que está mesmo a escovar os seus dentes de forma correta? Se ainda tem dúvidas, eis alguns conselhos úteis.

  • Duração. Não se apresse e dedique pelo menos dois minutos à escovagem dos seus dentes. Se não tiver noção do tempo, experimente usar um cronómetro ou os dispositivos existentes nas escovas elétricas.
  • Zonas a escovar. Escovagem não significa passar a escova de fugida. Dê atenção ao exterior dos dentes de cima e repita com os de baixo. Não se esqueça do interior, seguindo a mesma regra. Escove ainda as superfícies de mastigação e a língua.
  • Como escovar. O método de escovagem é também fundamental. Não mantenha a escova direita, incline-a num ângulo de 45º, fazendo movimentos horizontais circulares ou de um lado para o outro a partir da linha das gengivas. Escove cada dente, tanto no exterior, interior e superfície de mastigação com movimentos curtos horizontais.
  • A escova ideal. Prefira uma escova com cerdas suaves para remover a placa bacteriana e restos alimentares. Opte por uma escova com cabeça pequena, que chega a zonas de mais difícil acesso. Substitua a escova assim que se desgastar ou de três em três meses. Faço-o ainda depois de uma constipação para evitar a acumulação de germes.
  • O dentífrico indicado. O mercado é abundante em dentífricos para sensibilidade dentária, e também para condições como cárie, tártaro ou gengivite. Peça ajuda ao seu dentista para escolher o mais indicado para si.