Se nota sintomas de gengivite, não hesite em marcar consulta no seu dentista. Quando descurada, a inflamação e infeção das gengivas podem agravar-se, passando para os ligamentos e ossos que suportam os dentes, dando origem à periodontite.

Mais comum entre os adultos e adolescentes, a periodontite é a principal causa de perda de dentes. Tal como na gengivite, existem fatores de risco, como a predisposição genética, maus hábitos de saúde oral, o tabagismo, a diabetes, a diminuição da imunidade, incorreta nutrição, alterações hormonais ou certos medicamentos.

Prevenção, tratamento e complicações

Os sintomas, esses são também semelhantes aos da gengivite. Tenha, pois, atenção ao mau hálito, a gengivas de aspeto brilhante, avermelhadas ou arroxeadas e que sangrem facilmente. Da lista fazem ainda parte gengivas sensíveis ao toque e inchadas, bem como dentes soltos.

A prevenção é sempre o melhor remédio e também aqui se aplicam os gestos indicados para manter afastada a gengivite. Mas quando já é tarde demais, o dentista terá de recorrer a uma limpeza do tártaro e da placa acumulados. Em casos mais graves pode até ser necessária uma cirurgia, que consiste na abertura e limpeza das gengivas, e a remoção de um ou mais dentes para que a periodontite não piore e afete dentes vizinhos.

Para além da perda de dentes, a periodontite pode evoluir para problemas de saúde mais graves, como a infeção ou abcesso do tecido mole ou infeção dos maxilares. Mais uma razão para estar atento aos sintomas, manter uma higiene oral correta e não deixar para depois a visita ao dentista.