Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

As alterações hormonais que se operam durante a gravidez fazem com que mais de 50 por cento das gestantes sofram da chamada gengivite gravídica.

Apesar de geralmente não trazer grandes transtornos, quando muito grave esta condição pode, segundo alguns estudos recentes, induzir a pré-eclâmpsia, o parto prematuro e o baixo peso à nascença.

Causas e sintomas

A gengivite gravídica surge devido a diversos fatores, entre os quais o maior fluxo sanguíneo e o aumento dos níveis hormonais, que tornam dentes e gengivas mais sensíveis à ação das bactérias. O problema pode agravar-se na presença de vómitos.

Os sintomas são idênticos à da gengivite comum, incluindo inflamação, vermelhidão, dor e sangramento frequente. Podem ainda ocorrer feridas na boca, um sabor desagradável e mau hálito. Em qualquer dos casos, aconselha-se a visita a um especialista para um correto diagnóstico.

Prevenção e tratamento

Se pensa engravidar, visite o seu dentista para apurar do estado das gengivas e receber aconselhamento sobre os outros aspetos da saúde oral importantes durante a gestação.

Tenha ainda em atenção os cuidados de higiene oral essenciais para prevenir a gengivite, entre os quais uma escovagem correta, o uso de fio dentário e elixir e algumas regras alimentares.

Caso a gengivite se instale, não perca tempo e combata-a o mais depressa possível. O tratamento não podia ser mais simples, mas requer a intervenção de um dentista.

Uma limpeza bucal é, desde logo, a base para a cura. Outras técnicas podem, contudo, ser necessárias, se se tratar de um caso avançado.
Falamos, por exemplo, da raspagem e alisamento radicular que eliminam qualquer vestígio de bactérias. A superfície dentária será depois polida e as gengivas tratadas com pastas abrasivas com flúor. Procede-se depois a controlos regulares com uma cadência mensal