Com o passar dos anos, o esmalte dentário desgasta-se naturalmente, fazendo com que o nosso sorriso deixe de ser tão branco e resplandecente. É, contudo, possível, retardar este processo e adiar uma intervenção no dentista.

Basta estar atento aos fatores que favorecem o amarelecimento e as manchas dos dentes.

  1. Alimentação inadequada. Evite o consumo excessivo de café, vinho, chá e refrigerantes.
  2. Higiene oral insuficiente. Escovar os dentes não chega. Inscreva o fio dentário e o elixir na sua rotina diária; são dois grandes aliados contra a placa e o tártaro, desacelerando a descoloração.
  3. Tabagismo. O alcatrão presente nos produtos de tabaco é um dos grandes culpados pelo amarelecimento dos dentes. Mais uma boa razão para deixar de fumar.
  4. Consumo de medicamentos. Certos fármacos podem prejudicar os dentes. É o caso da tetracilina, um antibiótico de alto espectro, responsável por manchas horizontais cinza ou castanhas. Alguns anti-histamínicos, anti-hipertensivos e antipsicóticos podem ter o mesmo efeito.
  5. Genética. Nem todos temos dentes tão brancos como desejaríamos. E muitas vezes a culpa é dos genes, que determinam a sua cor original bem como a transparência e espessura.