O verão está à porta, e com ele a vontade de desfrutar dos dias soalheiros e ter uma pele bronzeada. Mas uma exposição intensa, abrupta e desprotegida pode transformar algo saudável em prejudicial.

Além de causar envelhecimento precoce da pele, a exposição solar inadequada danifica o colágenio, torna a pele mais seca e potencia o aparecimento de cancros cutâneos.

Não precisa fugir do sol, basta seguir alguns conselhos simples nas idas à praia ou campo, e mesmo na cidade

• Exponha-se ao sol de forma lenta e gradual. Sabia que para a normal produção de vitamina D bastam 15 minutos diários?

• Evite a exposição solar no período crítico (entre as 11h00 e as 17h00).

• Não exponha diretamente ao sol crianças com menos de 3 anos e evite qualquer exposição no caso de bebés com menos de 6 meses.

• Tenha em conta a regra da sombra. Segundo esta, as horas mais seguras são aquelas em que a nossa sombra é maior do que nós próprios.

• Use um chapéu de abas largas e óculos escuros.

• Se praticar desporto, não se esqueça de uma camisola que proteja o peitoe os braços, de preferência de tecido não poroso. Prefira também a sombra.

• Aplique o protetor solar 30 minutos antes da exposição e repita a aplicação a cada duas horas, depois do banho e sempre que transpirar muito.

• Lábios, nariz e pescoço são zonas a que deve dar especial atenção na hora de aplicar o protetor solar.

• Não se deixe enganar por dias encobertos. Nuvens e nevoeiro deixam passar as radiações.

• Redobre os cuidados em caso de manchas, alergia ao sol ou toma de medicação fotossensibilizante.