Símbolos de elegância, os sapatos de salto alto são os preferidos da maioria das mulheres. Só que ver o mundo de uma perspetiva mais elevada e parecer uma Cinderela acarreta alguns riscos sérios para os músculos e a coluna.

De acordo com um estudo da Universidade Metropolitana de Manchester, Inglaterra, mulheres que usam saltos de pelo menos cinco centímetros durante dois ou mais anos, cinco dias por semana, sofrem de um encurtamento das fibras dos músculos dos gémeos. Isto leva a uma sobrecarga da lombar, desgastando a coluna.

É preciso ter em conta que o uso deste acessório obriga o corpo a equilibrar-se numa base muito menor – a ponta dos pés – e que para o manter, são forçados grupos musculares que não estão destinados a tal função. Como resultado, surgem as lesões musculares ao nível da coluna e dos membros inferiores.

Como resistir aos saltos

Não, não precisa de deitar fora os seus sapatos de estimação. Basta usá-los sem exagero e seguir algumas regras para minimizar os danos.

  • No fim de um dia a usar saltos, procure descansar, elevando os membros inferiores e usando calçado confortável.
  • Opte por modelos de altura intermédia e eleja as plataformas para maior conforto.
  • Desengane-se se pensa que sapatos rasos são o ideal. Os chinelos, por exemplo, devem ser usados para a praia e a piscina, nunca para longas caminhadas ou para todo o dia. Estes deixam o pé solto, não oferecem suporte ao calcanhar e forçam o joelho, aumentando o risco de dores na lombar, tendinite e dor intensa na sola dos pés.
  • Use palmilhas de silicone ou gel para amortecer os passos e aliviar a pressão.
  • É fundamental que os sapatos estejam adaptados ao pé. Um truque, antes de os começar a usar com frequência, é enchê-los de papel de jornal para que o material ceda.
  • Se sentir dores musculares nas pernas depois de muitas horas com saltos altos, aplique um gel anti-inflamatório nos gémeos.
  • Ao chegar a casa, massaje os pés com creme depois do duche. Outra dica para diminuir o inchaço e fomentar a circulação é mergulhá-los em água quente e depois em fria.